Posts tagged ‘Zanettini Arquitetura’

Análise de eficiência energética para o Fórum do Meio Ambiente e da Fazenda Pública – TJDFT: Projeto Zanettini Arquitetura

Vertes analisa o Fórum do Meio Ambiente –  um projeto sustentável da equipe Zanettini Arquitetura

O partido adotado retratou a concepção dinâmica e inovadora, valorizando a identidade arquitetônica do edifício e atendendo ao plano urbanístico local e aos critérios  da certificação LEED do USGBC, através de um extenso trabalho e consultoria especializada desde a concepção inicial. A integração de um conjunto de conceitos multidisciplinares, onde todas as disciplinas projetuais criaram e inovaram, influenciou significativamente no resultado final da arquitetura.

A edificação foi implantada longitudinalmente no eixo noroeste-sudeste.  Assim, sua circulação horizontal principal cruza diagonalmente os limites do lote, permitindo o máximo aproveitamento da ventilação cruzada e iluminação natural  nos ambientes internos e a criação de terraços verdes e vazios em todos  os pavimentos, humanizando o ambiente de trabalho.

As superfícies envidraçadas norte e sul são adequadamente protegidas pelos terraços em balanço ou por telas em aço inoxidável, tensionadas e afastadas 80 cm da fachada, garantindo o sombreamento desejável e o conforto de seus usuários, além da conseqüente economia de energia, pelo abrandamento da carga térmica interior.

As superfícies leste e oeste são cegas, evitando a incidência da radiação solar direta  e ganhos térmicos indesejáveis oriundos destas orientações.
A estrutura em aço que se desenvolve em uma malha de 1,25×1,25m, lajes steel deck, fechamentos e divisórias em dry-wall, proporcionam espaços e sistemas flexíveis, permitindo fáceis alterações futuras e prolongando a vida útil do edifício com qualidade, maior agilidade no processo construtivo e um canteiro de obras mais limpo.

Por tanto, a proposta aborda o desafio de minimizar o impacto ambiental da construção, resultando em ambientes internos e externos que garantam o conforto ambiental  do usuário; eficiência energética do edifício e sistemas; possibilidade de utilização de energia limpa; economia de água com reutilização de águas cinzas e pluviais para fins não potáveis e adoção de metais eficientes; e integração com a paisagem do entorno.

Projeto arquitetônico x Modelo termo-energético

Economia de energia do modelo proposto

O edifício foi modelado em duas etapas: a primeira de forma a descrever suas formas geométricas e propriedades de materiais e a segunda de forma a descrever o uso e sistemas internos, ambos respeitando as características de maior importância nos fenômenos de transferência de calor associados. A figura acima apresenta imagem da volumetria gerada para o edifício através do programa SketchUp, com as zonas térmicas consideradas, parte da primeira etapa da modelagem.

Da mesma forma, materiais de cobertura e outros detalhes são inseridos no EnergyPlus sem possibilidade de representação gráfica na figura, tanto na primeira quanto na segunda etapa. No entanto, sabe-se que os projetos fornecidos são a base para a modelagem

A simulação termo-energéticas atenderam aos requisitos exigidos para as horas não atendidas para resfriamento em todos os modelos de acordo com a ASHRAE Standard 90.1 de 2007. A comparação de custos por consumo e demanda da energia elétrica apresentou uma economia de 22,4% no modelo proposto se comparado com a média dos modelos baseline. Este resultado atende o percentual mínimo exigido no LEED–NC e permite ainda obter uma pontuação adicional na classificação geral da edificação.

Anúncios

03/09/2012 at 21:02 Deixe um comentário


Blog Vertes
O Blog Vertes compartilha ações integradas de sustentabilidade entre empresas, consultores, estudantes e interessados na área de sustentabilidade em edificações.

Posts recentes

Acesse o website da Vertes
Curta nosso Facebook
Siga nosso Twitter

%d blogueiros gostam disto: